Fórum Retro Game : 1 - RetroGames : Emuladores : OPÇÕES PARA JOGAR GAMES ANTIGOS - Retro Consoles

 


victordeth

Posts: 83
Desde: 31/10/2013
Local: SP Cotia

Minha Coleção
Meus Anúncios




OPÇÕES PARA JOGAR GAMES ANTIGOS - Retro Consoles

28/11/2014 11:54:02  0




RetroN 5

OPÇÕES PARA JOGAR GAMES ANTIGOS

Games retrô estão na moda. O estilo é o favorito dos indieseu acredito que por ser menos complexo e caro de desenvolver e mais fácil de ser adorado, pelo fator nostalgia. No entanto, para jogar games vintage (há diferença: vintage é antigo, retrô é novo inspirado em antigo) você precisa do console original… ou ao menos costumava ser assim.

Eis os consoles clone

Antes de mais nada, obviamente a opção mais prática e barata de relembrargames antigos é através de emuladores*, a internet está lotada de sitesdedicados a eles, mas este assunto não é a questão aqui. O que eu quero falar é de opções para jogar games antigos sem precisar dos consoles originais ou instalar emuladores em seu PC.

Estas opções são comumente chamadas de “consoles clones”, consoles fabricados por terceiros não licenciados que servem para rodar cartuchos originais. Eles são uma alternativa barata aos consoles originais ou uma alternativa para jogar games para os quais os fabricantes originais (Nintendo, SEGA, Atari, etc.) já não dão mais suporte – e é por este último motivo que escrevo este post. Na última década (apesar de clones já estarem por aí desde os anos 1980, encontrados em países onde Nintendo e SEGA não chegavam), foram lançados diversos deles, como por exemplo:

Supaboy (US$ 80)

Fabricado pela Hyperkin, foi o primeiro console clone que eu conheci. Seu visual é nostálgico e replica o design do controle do Super Nintendo, certamente um atrativo e um convite a jogar. Apesar de não ser licenciado pela Nintendo, é capaz de rodar jogos de SNES e Super Famicom, a experiência de jogo, no entanto, não é tão boa quanto com os consoles originais.

Apesar de a característica principal do Supaboy ser a possibilidade de jogar osgames da era 16-bit em qualquer lugar, ele também permite ser ligado à TV. A melhor parte é que, deste modo, você pode conectar dois controles originais do SNES (o que é bom, porque os botões do Supaboy não respondem tão bem) e jogar com um amigo.

RetroN 5 (US$ 140)

Mais um console da Hyperkin, a versão mais recente da linha RetroN é capaz de rodar jogos de nada menos do que 9 sistemas – NES, Famicom, SNES, Super Famicom, Genesis, Mega Drive (e com um adaptador, Master System), GameBoy, GameBoy Color e GameBoy Advance. Além disso, possui entrada pra cartão SDpara salvar os jogos (e que com pouco trabalho também serve pra rodarROMs), e entradas para controles de todos os sistemas mencionados.

Clique para aumentar

RetroN 5 com HDMI (esq.) e vídeo composto (dir.). Clique para aumentar

A maior vantagem do RetroN 5, provavelmente, não é a capacidade de emular tantos consoles, mas sim de adaptar a resolução dos games para TVs de alta definição (o console possui saída HDMI), usando uma série de filtros visuais e de áudio. Isso é uma característica interessante, e os outros consoles clone não fazem isso. Além disso, por seu sistema ser uma versão modificada doAndroid, o RetroN 5 ainda pode receber atualizações para melhorar ainda mais a experiência de jogo.

FC Twin (US$ 50)

Fabricado pela Yobo (uma das pioneiras em consoles clones na década passada), o FC Twin é um “upgrade” do primeiro console da marca. Ele é capaz de rodar games de NES e SNES (o primeiro só rodava NES) e dizem que a qualidade é superior a de outros consoles clone chineses. Apesar de a parte 16-bit oferecer experiência semelhante ao próprio Super Nintendo, a parte que emula os games de Nintendinho é montada em uma arquitetura NOAC (NES-On-A-Chip), o que pode causar algumas falhas em gráficos e sons de alguns jogos da era 8-bit, mas provavelmente nada que irá aborrecer os jogadores mais casuais.

Sega Genesis Classic Game Console(US$ 60)

Diferente da maioria dos consoles clone, o Sega Genesis Classic Game Console é licenciado (fabricado pela AT Games) e a vantagem disso é uma experiência quase fiel ao original (só não é 100% fiel porque os games são emulados, mesmo com cartucho), além de executar melhorias gráficas para atender às especificações das TVs modernas e, o melhor, controles feitos nos mesmos moldes do original (com a vantagem de serem wireless).

Apesar de ter 80 jogos na memória, incluindo grandes títulos como Sonic, Alex Kidd, Virtua Fighter e Ecco, o console também tem entrada para cartuchos originais de Genesis (aqui no Brasil a gente conhecia como Mega Drive), ampliando as possibilidades para mais de 900 jogos (diferente de outros consoles dedicados). Para fãs do Genesis/Mega Drive, este console é uma boa pedida.

Atari Flashback (US$ 60)

A linha Flashback é uma série de consoles dedicados, ou seja, possuem osgames na própria memória, e infelizmente não têm entrada para cartuchos (o que significa que você fica limitado aos jogos que vêm na memória). Já na 5ª versão, cada console da série Flashback possui games e características diferentes, e como é um produto licenciado, a qualidade de imagem e som é mais fiel ao antigo console, além do design que relembra o clássico Atari 2600, e controles sem fio de qualidade (apesar de também ter entradas para conectar os controles antigos originais).

Infelizmente, o Atari Flashback não é mais fabricado pela própria Atari** (agora é fabricado pela AT Games), então clássicos como River Raid, Gran Prix e Pitfall(todos da Activision) não estão mais disponíveis, como no Flashback 2. Ainda assim, o jogador pode desfrutar de grandes títulos como Space Invaders,Asteroids e outros 91 games, então tem bastante opção.

Master System Evolution (R$ 130)

Master-1
Sim, a Tectoy ainda possui direitos sobre os antigos games da SEGA e fabrica oMaster System Evolution (o Master foi o console de maior sucesso no Brasil na década de 1990, proporcionando até adaptações de games com temas brasileiros), console dedicado com diversos dos jogos que fizeram tanto sucesso por aqui. A Tectoy é a única empresa brasileira que fabrica consoles clone, todos licenciados pela SEGA.

Se você tem idade suficiente pra lembrar, o controle do antigo Master Systemera aquele retângulo com 2 botões. Neste novo console, o controle é inspirado no do Mega Drive (o mesmo design do controle do Sega Genesis que falei antes) só que não é de tão boa qualidade. Além disso, o Master System Evolution não permite o uso de cartuchos, então você fica limitado aos games gravados na memória.

Super Retro Trio (US$ 70)

Fabricado pela Retro-Bit, o Super Retro Trio (como o nome diz) tem capacidade pra rodar games de 3 consoles diferentes: NES, SNES e Mega Drive (mas com o uso de um adaptador também vai rodar jogos de GameBoy e GameBoy Advance!).O design é elegante (meu favorito) e, apesar de o plástico parecer leve e de média qualidade, dizem que o hardware agüenta bem o tranco.

Apesar de vir com dois controles parecidos com o do SNES, o Super Retro Triotem um par de entradas para controles originais dos sistemas suportados, totalizando seis entradas, o que significa que dá para jogar multiplayer com qualquer um dos jogos que você quiser, usando controles originais.

Retro Duo Portable (US$ 75)

Outro console da Retro-Bit, só que portátil. Assim como o Supaboy, o Retro Duo Portable roda jogos do SNES e Super Famicom, mas com o uso de adaptadores também é possível rodar jogos de NES (adaptador incluso) e Genesis/Mega Drive.

O console não é exatamente bonito, mas seu design parece mais confortável que o do Supaboy, além disso o plástico tem uma fina camada emborrachada que facilita segura-lo, além de os botões responderem melhor que os do concorrente. Se você preferir, também pode conectar o Retro Duo Portable à TV e ligar 2 controles (inclusos) pra jogar com amigos.

Generation Nex (US$ 135)

O Generation Nex roda jogos de NES e Famicon, e o controle sem fio funciona com banda wireless 2.4 Ghz, muito mais confiável do que as versões infravermelho dos outros consoles clone, além da possibilidade de usar os controles originais da Nintendo.

Apesar de ser um dos consoles mais caros desta lista (ficando abaixo só doRetroN 5), a fabricante Messiah Entertainment garante quase 100% de compatibilidade com os games. Ainda assim, por se tratar de um console clone – e pelo fato de que poucas pessoas no mundo têm a possibilidade de testar todos os jogos – uma boa pesquisa pode apontar quais são os poucos gamesque não vão funcionar com o Generation Nex (e possivelmente com nenhum outro console clone).

Retrode (US$ 85)

A opção mais diferente desta lista é, sem a menor dúvida, o Retrode. Ele não é exatamente um console clone, mas sim um adaptador USB de games antigos para PC, tablets e smartphones. Para usa-lo, você precisa instalar um emulador no computador, conectar o Retrode e então encaixar o cartucho e o controle pra poder jogar – veja bem, apesar de ter que instalar o emulador, na verdade osoftware só fará o papel do sistema, da mesma maneira que fazem o Atari Flashback e o Sega Genesis Classic Game Console, por exemplo.

Com tamanho minúsculo e capaz de rodar jogos de SNES e Mega Drive, ele é uma ótima opção para quem não quer ocupar espaço na casa e, principalmente, para quem não compactua da ideia de vasculhar a internet porROMs distribuídas ilegalmente (que é basicamente qualquer ROM na internet).

Os prós

Se você quer uma experiência um pouco menos artificial do que um emulador (eu digo artificial porque é um software reproduzindo as funções de umhardware – apesar de que alguns emuladores trabalham tão bem com o processador que permitem uma reprodução quase idêntica dos jogos originais –, fora que você joga pelo teclado, e isso é bem chato), os consoles clones da lista acima podem te ajudar a economizar uma grana, já que custam relativamente barato perto de um console original vintage em boas condições (você não quer um SNES amarelado, quer?).

A maioria dos consoles clones aceita cartuchos de mais de um fabricante, então você não precisará comprar vários consoles e também economizará espaço e dinheiro. Além disso, alguns deles vêm com games na memória, então já tem aí uma lista de cartuchos que você não precisará correr atrás.

Por serem consoles novos, é mais fácil encontrar peças de reposição caso o console clone apresente algum problema, e a maioria das empresas fabricantes dá suporte técnico.

Por fim, todos os consoles clones possuem compatibilidade com televisões modernas, eliminando a necessidade de um adaptador ou, pior, de ter que modificar o console antigo original (meu Atari americano, por exemplo, só tem conector RF). Alguns consoles, como o Atari Flashback, ainda permitem que osgames rodem em uma resolução melhor do que o original, ficando mais bonito nas TVs de alta definição (mas lembre que o Atari Flashback é um produto licenciado).

Os contras

Infelizmente, na maior parte dos casos, os consoles clones não replicamexatamente a mesma experiência dos consoles originais, seja por um ou outro problema de compatibilidade, seja por pequenas diferenças em gráficos ou sons (que jogadores menos fanáticos não perceberiam). Além disso, os botões dos controles podem não ter o mesmo feedback dos controles originais (embora em todos os consoles da lista seja possível conectar os controles originais).

Talvez o maior contra dos consoles clones é que, diferente de alguns emuladores, eles não melhoram a qualidade dos games. Quero dizer, alguns emuladores buscam melhorar gráficos, áudio e gameplay dos jogos, e isso é algo positivo, principalmente quando você joga em uma tela grande. Os consoles clone simplesmente rodam os jogos, sem se preocupar em melhorá-los (salvo exceções).

Conclusão

Os consoles clone não são perfeitos – podem ser de material barato e/ou ter problemas de compatibilidade – mas eu vejo potencial neles. As fabricantes de clones estão tentando conquistar um nicho que se divide em dois grupos: o de jogadores de emulador e os que jogam em consoles antigos; e para isso eles precisam de qualidade. Com o aumento da procura e crescimento do mercado de games antigos nos últimos anos, eu acho que em breve teremos consoles clone emulando com maestria os jogos de antigamente.

Além disso, pelo preço de alguns dos consoles clone, você consegue encontrar um antigo original na internet. Mas a questão aqui não é o preço, e sim como você quer jogar os games das eras passadas, e a maioria dos consoles clone é bem conveniente.

Se você é um purista, porém, fique longe dos consoles clone (nem deveria ter perdido seu tempo lendo este post). Mas se você é um gamer mais relaxado que só quer relembrar vários dos velhos clássicos, ou talvez seja um jogador mais jovem ansioso para conhecer os games que fazem parte da história, então os consoles clones podem ser a melhor solução.

Obviamente as opções de consoles clone vão muito além do que está nesta lista e também vale a pena procurar reviews mais detalhados na internet, assim você ficará mais à vontade para escolher o console que quiser.


*Inclusive vale a pena jogar nos emuladores com algum controle como de PS3,Xbox e Wii, ou então pra uma experiência mais retrô, tem os controles USB daRetrolink que custam bem barato e funcionam bem.

**Que fique claro que a “própria Atari” não é aquela Atari com a qual alguns de nós crescemos, e sim uma nova empresa de software que comprou os direitos da marca e dos games da Atari original.


Texto por Flavio Dechen - publicado em http://playagaingames.wordpress.com/



 


Victor Deth
Administrador RetroGame



 Login
 
Para usar este recurso é preciso estar autenticado
Login:
Senha:
 
ainda não é membro do forum? Clique Aqui